Envolva-se

Assine agora o abaixo-assinado. É urgente!

A comunidade do Apyka’i, através do Conselho Aty Guasu, a grande assembleia Guarani e Kaiowá do Mato Grosso do Sul, exige que o fazendeiro Cássio Guilherme Bonilha Tecchio, proprietário da Fazenda Serrana, que incide sobre a terra reivindicada pelos Guarani Kaiowá:

1) retire todas as ações judiciais contra a comunidade indígena Apyka’i;

2) suspenda imediatamente o uso de seguranças privadas no local;

3) cancele o contrato de arrendamento da área com a Usina São Fernando (conforme estabelecido no TAC com o MPF) para o plantio de cana-de-açúcar;

4) e entre em acordo com a comunidade indígena para o uso da área, permitindo que as famílias vivam no local até que o Grupo de Trabalho de Funai realize os relatórios e inicie o processo de demarcação do Apyka’i.

Pare o genocídio Kaiowá e Guarani e deixe o Apyka’i viver.

*

Doações materiais devem ser realizadas apenas através do Conselho do Aty Guasu, que pode ser contatado pelo Facebook: http://facebook.com/aty.guasu.